Da pré-história à transformação digital nos dias atuais

Desde a pré-história, associando o próprio homem de Neandertal, que utilizava de materiais encontrados (pedra, osso, madeira, couro etc.) para auxiliá-lo na sobrevivência até os tempos atuais, a tecnologia é um instrumento que faz aumentar a qualidade de vida dos humanos.

A tecnologia avança progressivamente, que a princípio é bom, pois conseguimos fazer mais com menos. No entanto, nos sentimos mais ameaçados.

Os mesmos avanços que nos permitem colocar um satélite na lua geram destruição ambiental, exclusão econômica e sistemas eletrônicos de invasão de privacidade angustiantes.

A internet conectou o mundo, mas também fez o homem refletir sobre as próprias relações humanas.
Hoje, equipamentos que se adaptam ao bolso podem nos passar qualquer informação em segundos. Um alpinista pode compartilhar sua aventura e obter milhões de ¨likes¨ no mesmo momento em que chega ao pico.
Tudo isso tem modificado culturas no mundo ao mesmo tempo em que provoca perguntas:

A transformação digital

Enquanto a tecnologia avança de forma avassaladora, as transformações culturais avançam no mesmo ritmo? E as mudanças Organizacionais? O setor jurídico e o LGPD? O que está acontecendo com o ser humano? Estamos mais próximo dos outros, ou não? Estamos mais conectados ou menos? Somos seres melhores? Como devemos nos preparar para fazermos a gestão da própria vida, mudarmos hábitos, pensamentos, posturas e enfrentarmos o futuro?

As invenções para aumentar a atuação no planeta e facilitar o modo de vida, desde simples equipamentos até os complexos para exploração do universo, parecem não ter feito da sociedade uma sociedade melhor na mesma proporção. Portanto, o desejo ao longo da jornada, de aprimorar as condições externas tem, constantemente, nos levado a reflexão de nós mesmos, tem nos levado ao nosso próprio interior e é na evolução do nosso próprio pensamento que poderemos encontrar o equilíbrio para lidar com as revoluções que enfrentamos a cada ano.

A tecnologia, a inovação e a ciência são três itens que proporcionam evolução e revolução, a atual revolução científico-tecnológica deu início a era da nanotecnologia, digitalização, inteligência artificial, indústria 4.0. Mudar é preciso, sendo imprescindível estarmos preparados para lidar com a velocidade em que ocorrem as transformações na sociedade.

Assim atua a transformação digital nas empresas também.

Dizia-se em substituir o homem pela máquina, mas o que podemos compreender é que houve uma integração entre eles. O maior patrimônio das empresas é seu capital intelectual e de seus funcionários.

São necessárias políticas de incentivo à pesquisa e à ciência, intensificar a cultura da inovação, criar meios inteligentes de gerar informações, integrar sistemas e oferecer soluções sustentáveis.

Ninguém pode falar de onde virá a próxima grande revolução tecnológica, a evolução tecnológica é inevitável e deverá ter como um de seus pilares a premissa de que, se o homem quiser um meio melhor, o homem primeiro terá de ser melhor. E que cada um esteja envolvido neste contexto, trazendo consigo a responsabilidade social, ambiental e econômica.

O Grupo Viseu valoriza o crescimento sustentável e estamos à disposição para gerar soluções que apoiem a sociedade como um todo. Temos a transformação digital como vocação. Vamos juntos.