Você está visualizando atualmente Como robôs contribuem na Indústria Farmacêutica?

Como robôs contribuem na Indústria Farmacêutica?

A Indústria Farmacêutica, é um setor extremamente rico em dados, que lida com processos já estabelecidos e intensos.

Justamente por isso, é comum que tenha um sistema de ERP incorporado na rotina.

Ao mesmo tempo, essa indústria possui alguns outros sistemas para vendas e distribuição/compras, com um alto volume de requisições. Então, descubra como os robôs contribuem nessa indústria.

Robôs contribuem na indústria farmacêutica – Benefícios

Primeiramente, o processo de robotização na indústria farmacêutica permite que o setor organize o estoque, garantindo que tudo seja usado adequadamente e evitando a perda de produtos.

Como resultado, mantém tudo dentro do prazo de validade, sendo essencial para seus clientes.

Da mesma forma, traz melhorias nos processos, deixando tudo mais ágil e funcional, com uma melhor experiência de consumo.

No mais, a indústria ganha segurança, estabilidade e outros benefícios, como:

  • Cria um padrão interno de funcionamento;
  • Permite que os prazos sejam cumpridos à risca;
  • Traz maior retorno sobre medicamentos controlados, que possuem vencimentos distintos;
  • Os processos se tornam mais rápidos;
  • Permite que situações emergenciais recebam a devida atenção e tratamento;
  • Remédios fabricados sobre controle com menor incidência de erros, etc.

Assim, ao observar o setor farmacêutico, é possível identificar uma série de atividades que podem ser substituídas por robôs. Com destaque para:

  • Devolução ou logística reversa;
  • Obtenção de relatórios;
  • Ativação de procedimentos e processos;
  • Geração de pedidos integrados;
  • Libera ordem de pedidos;
  • Cria chamados;
  • Separação e distribuição de medicamentos;
  • Monitoramento de dosagens;
  • Aprova pedidos;
  • Controle geral de atividades, etc.

Como iniciar o processo de robotização?

Sabendo como os robôs contribuem na indústria farmacêutica, surge a dúvida de como iniciar este processo de robotização.

Portanto, tudo começa com uma avaliação interna, para reforçar os valores e entender quais são os processos manuais e repetitivos.

Geralmente, esses processos estão os que mais consomem tempo e dedicação da equipe.

Então, grande parte dessas indústrias começam a mudança a partir da geração de relatórios e sistemas, para facilitar o trabalho diário e evitar que alguma etapa seja esquecida.

Assim, o setor costuma começar o processo através da logística reversa e aprovação de pedidos, resolvendo dois dos principais problemas.

Em seguida, a robotização investe na triagem e criação de pedidos a partir de uma carteira.

Porém, é válido destacar que o setor possui algumas exigências bastante especificas, já que se refere a medicamentos que serão consumidos (ou não) pelo cliente final.

Na logística reversa, por exemplo, a devolução deve ter critérios específicos, seguidos rigorosamente, evitando que acabe no mercado e que seja descartado corretamente.

Sabendo disso, o Grupo Viseu nasceu para oferecer a velocidade e eficiência que o seu negócio precisa, utilizando automação inteligente e as melhores tecnologias disponíveis no mercado.

Cenário de mercado

Por fim, o setor farmacêutico é um dos mais regulamentados, com vigilância continua que visa permitir a liberação correta de medicamentos ao mesmo tempo que evita erros de sistemas, dosagens e mais.

Justamente por isso, é um setor ainda tradicional, em que muitos não aderem as novas tecnologias.

Para que a implementação ocorra de forma positiva, mesmo que lentamente, a indústria precisa dar os primeiros passos.

Afinal, cada vez mais, o público compra medicamentos online, faz pesquisa de preços, avalia opções semelhantes e usa os chatbots para se comunicar e tirar dúvidas.

De qualquer maneira, o cenário de mercado vem mudando gradualmente, desde as grandes indústrias até as pequenas unidades.

Portanto, é preciso permitir que a inovação aconteça, conhecer os riscos e benefícios, definir setores a serem alterados e evitar erros que podem custar o futuro dos negócios.

Inclusive, cabe destacar aqui a importância dos chatbots, que facilitam a logística e o marketing, além de funcionar como ferramenta principal de atendimento.

Enfim, a transformação digital começa com a ampliação do conhecimento, um parceiro com as melhores ferramentas e a visão do futuro.

Grupo Viseu RPA & IA

Deixe um comentário