Posts

Automatização de Processos e Transformação Digital: Como as Empresas podem se Adaptar

A automatização de processos e transformação digital é algo cada vez mais natural e presente na rotina das organizações.

Daí a importância de definir como as empresas podem se adaptar a esse novo “mundo”.

Da mesma forma, é importante considerar como os negócios entender essas mudanças e a previsão que pode mudar a maneira de manter tudo funcionando ou mesmo os dados serem analisados.

Automatização de Processos e Transformação Digital

Primeiramente, cabe destacar que todas essas mudanças vem para alterar a estrutura empresarial no quesito tecnologia e trabalho humano.

Assim, a perspectiva está bem longe de substituir as pessoas por máquinas, mas prevê uma reorganização de como as tarefas funcionam e fluem.

Logo, se antes um colaborador passava horas atualizando uma planilha, agora um software faz isso em tempo real, 24 horas por dia e com uma chance de erros inferior. Sendo assim, este funcionário pode atuar na sua área, retendo melhor os talentos.

Trata-se, portanto, de uma maneira de melhorar o desempenho, alavancar a produtividade, melhorar os números internos e garantir uma organização funcional.

A longo prazo, tudo isso faz com que seja mais fácil alcançar metas e definir novos objetivos a serem alcançados.

Uma vantagem interessante desses processos é que eles podem ser colocados em prática a partir desse instante. Ou seja, independentemente da época do ano, você pode identificar e preparar tudo.

Com um mundo cada vez mais digital, é essencial fazer parte dessas mudanças para que, pessoas e máquinas, funcionem em harmonia.

Isso significa conhecer os erros que podem afetar a transformação digital da sua empresa e entender como evitar que eles ocorram. Bem como conhecer as tendências do RPA e se preparar para os próximos anos (e não apenas meses).

Como as empresas podem se adaptar

A partir das mudanças que vem ocorrendo dentro das organizações, grande parte das transformações acontecem de forma natural e esperada.

Por exemplo, com o sucesso dos chats de conversação, como o WhatsApp, foi natural migrar para esse campo, a fim de facilitar a conversa com o cliente em potencial.

Ao mesmo tempo, essa migração também facilitar a atualização. Como o WhatsApp Business, com funcionalidades especificas para empresas. Mas não para por aí, imagine uma empresa que recebe mais de mil mensagens por dia.

É neste cenário que os chatbots conquistaram o espaço para evitar a evasão do público e direcionar melhor cada usuário.

Também não podemos esquecer que a automatização de processos e transformação digital impulsiona a produtividade e os lucros enquanto melhora o posicionamento da empresa no mercado.

Mas, para isso acontecer, fica a dúvida de como as empresas podem se adaptar a este novo cenário de campo. Ao que vale a pena destacar alguns pontos:

Conhecimento: saindo do óbvio

Automatização de Processos e Transformação Digital: Como as Empresas podem se AdaptarA realidade é que muitas empresas e empresário ainda não conhecer as vantagens da automatização ou mesmo as formas o RPA e AI, por exemplo, podem auxiliar na superação dos desafios.

Portanto, é indispensável começar a conhecer mais do assunto.

Isso não significa ser um especialista ou conhecer tudo o que o mercado tem a oferecer. Mas entender algumas das principais mudanças e aspectos dos próximos anos.

Logo, acompanhe as notícias, converse com a sua equipe e com outros do setor que possam falar sobre o tema. Depois, pesquisa para saber do que exatamente se trata.

O conhecimento é a melhor maneira de evitar qualquer tipo de surpresa desagradável a longo prazo.

Mas atenção: ao fazer isso, nunca fique preso em apenas uma fonte/pessoa e explore o mundo de forma mais dinâmica, veja experiências, depoimentos de terceiros e mais.

Planejamento e preparação interna

A automatização de processos e transformação digital só acontece de forma efetiva quando há um planejamento estratégico de como as coisas acontecerão.

Dessa forma, ao conhecer a ferramenta, haverá um estudo sobre a sua empresa, para definir os setores mais urgentes de mudanças e como elas devem ocorrer.

Além disso, há um preparo da infraestrutura, conversando com a equipe, atualizando sistemas e capacitando pessoas.

Só quando isso acontece é que alguma mudança é incorporada. Em seguida, ela é analisada constantemente para corrigir possíveis conflitos e saber o quanto impulsionou o negócio.

Quando esta já estiver funcionando de forma intrínseca ao negócio, acontece uma integração, com um processo de outro setor e realizando essa “comunicação”.

É importante considerar que a empresa deve ter uma mudança na cultura interna e no mindset de funcionamento.

Com isso em mente, a equipe deve estar preparada e aberta as mudanças, conhecer a importância desse novo sistema e entender os reais impactos e relevância da automatização e transformação.

Automatização de processos e transformação digital: é contínuo

Por fim, na dúvida de como as empresas vão se adaptar, é válido destacar que todas as mudanças não são estáticas. Ou seja, ocorrerão outras transformações ao longo do percurso.

Enfim, é importante contar com uma empresa especializada nesse tipo de atuação para ter as soluções digitais que cabem no seu empreendimento. Conheça o Grupo Viseu e tire suas dúvidas com um de nossos consultores.

Introdução à Automatização de Processos e suas Vantagens

A automatização de processos e suas vantagens permitem que você se familiarize com um tema cada vez mais recorrente e fundamental para as organizações: a evolução.

Neste aspecto, entender melhor como se dá essa ação, o que está envolvido e benefícios que pode conquistar a partir da intervenção/ação de novas tecnologias amplia o cenário de campo, bem como os resultados financeiros da organização.

Introdução à Automatização de Processos

A automatização de processos, em resumo, é campo no qual os processos manuais e repetitivos humanos são substituídos por sistemas e equipamentos tecnológicos.

Ou seja, as atividades deixam de ser feitas pelos colaboradores, que podem se dedicar a áreas mais importantes da empresa.

Com isso, eleva o crescimento e resultados, proporcionando melhor uso das competências dos setores. Cabe destacar que essas atividades “substituídas” são bastante específicas, como preenchimento de tabelas, análise de estoques, envio de mensagens e assim por diante.

Portanto, a automatização vem para executar as tarefas operacional e rotineiras com maior eficiência, captar e reter novos talentos, mas também garantir maior controle e gerenciamento dos processos.

Tudo isso através de um planejamento efetivo e usando as grandes tendências tecnológicas já existentes, mas também as que estão por serem desenvolvidas.

Automatização de processos e suas vantagens

A partir dessa automatização, surge a dúvida de quais são exatamente as vantagens que essa mudança de organização interna pode garantir, confira:

Maior produtividade

A troca de atividades manuais e repetitivas permite que a equipe realmente se dedique ao que deveria fazer. Ou seja, não perde tempo com questões manuais e cansativas.

Neste cenário, acontece um ganho na produtividade. Um desejo comum nas empresas. Além disso, isso economiza o tempo direcionado as atividades.

Suponha que cada parte da sua equipe tenha, ao menos, um integrante responsável por avaliar planilhas, verificar estoque, conferir resultados de pesquisas, etc.

Cada um desses colaboradores poderia estar se dedicando a algum processo realmente valioso, ao invés de ficar preso em um tarefa manual.

Integração de setores

A automatização de processos e suas vantagens traz em destaque a integração de setores, ou seja, une áreas internas a favor de um tópico central.

Introdução à Automatização de Processos e suas VantagensLogo, é possível integrar dados e informações importantes, facilitando o acesso daqueles que precisam se informar corretamente e ainda garantir segurança e usufruto da gestão.

Em resumo, uma logística rápida e funcional.

Inclusive, a integração é benéfica para alinhar as produções e pessoas, os ciclos produtivos e ainda trazer visibilidade para o futuro organizacional.

Imagine que o pessoal o RH é capaz de acessar dados importantes sobre o setor administrativo ou de produção. Ou seja, saberá quais são os talentos que precisam ser contratados, informações sobre crescimento, etc.

Redução de custos internos

Uma das principais preocupação organizacionais são os custos atrelados a todas as operações. Afinal, todo tipo de ação pode gerar algum tipo de cifrão na conta da empresa.

Desse modo, muitos gestores começam a buscar maneiras de reduzir os custos, realizar a manutenção das contas e investir em aspectos realmente importantes para o crescimento/evolução do negócio.

Inicialmente, a automatização de processos é entendida como um “gasto” ou investimento. Mas, a longo prazo, significa uma economia.

Isso acontece porque as ferramentas trazem uma estabilidade e maior visão sobre o negócio.

Aqui no Grupo Viseu atuamos com o desenvolvimento de soluções digitais com foco na velocidade e eficiência, através da automação inteligente utilizando-se das melhores tecnologias disponíveis no mercado.

Tudo pensado para as suas necessidades.

Análise contínua do desempenho

A automatização de processos e suas vantagens inclui uma análise melhorada, efetiva e rápida de desempenho da empresa.

Em síntese, todos os processos que são automatizados passam por um sistema. Como resultado, é possível colher os dados que passam por esses sistema, criando diagnósticos eficientes sobre tudo o que está acontecendo.

Assim, são planilhas e relatórios criados continuamente, em tempo real, com informações atualizadas.

Com todas as informações em mãos, é possível identificar erros, excesso de gastos, lucratividade, como a atividade dos setores está acontecendo e muito mais.

Tudo isso vai te ajudar a analisar a situação real da sua organização, contribuído com a elevação da produtividade, poder competitivo e possibilitado maiores rendimentos.

Maior transparência nos negócios

A transparência é uma das características mais buscadas nos últimos anos, levando milhares de organizações a focarem em ações mais efetivas e mudanças no método de funcionamento.

Enfim, ao automatizar um processo, os sistemas se tornam mais eficientes e os resultados ficam acessíveis/visíveis.

Em frente aos órgãos de fiscalização, essa transparência evita problemas e, frente ao consumidor, eleva a confiança. Ou seja, melhor estabilidade no mercado.

Automatização de processos e suas vantagens: para todos os negócios

Por fim, mesmo que muitas empresas não queiram apostar em novas tecnologias, a realidade é que se trata de algo fundamental e que fará parte do presente.

Sendo assim, é preciso se adaptar.

Então, converse com os gestores e colaboradores para aproveitar as novas oportunidades e ficar aberto a automatização. Além de focar em um crescimento e união para manter a qualidade como base de produção.

Os Desafios da Automatização de Processos e Como Superá-los

Os desafios da automatização de processos existem.

Entretanto, podem ser superados através de uso de ferramentas que otimizem o funcionamento interno, trabalho de equipe e aposta em novas tecnologias.

Neste cenário, precisamos falar sobre as dificuldades que podem surgir com o mercado, que é dinâmico, e com os novos produtos e funcionalidades que surgem rapidamente. Tudo isso pensando em redução burocrática e efetividade dos negócios.

1# Aspectos financeiros

Uma das principais dificuldades dos negócios quando pensamos em investimentos é garantir que o financeiro seja capaz de arcar com aquele custo e que isso não represente um problema.

Aqui, é importante considerar que as tecnologias são um investimento, garantindo um retorno. Ou seja, não é apenas um gasto orçamentário.

Para superar esse desafio, o primeiro passo é organizar esse setor, sabendo qual a lucratividade, despesas mensais e mais. Além disso, é preciso parar de negligenciar custos importantes, como treinamentos e melhorias internas.

Ademais, comece a avaliar os custos sem retorno, e como eles podem ser eliminados.

Enfim, você vai escolher uma empresa qualificada para começar essa mudança dentro da sua organização considerando qualidade.

Neste momento, é importante não optar por sistemas ou negócios falhos, sem garantias ou excedentes a sua capacidade e necessidade.

Lembre-se que o foco é garantir melhorias contínuas e resultados a longo prazo. Então, converse com um de nossos especialistas e esclareça suas dúvidas.

2# Desafios da automatização de processos: falta de estrutura e definição de sistemas

Os Desafios da Automatização de Processos e Como Superá-losUma das principais problemáticas enfrentadas por empresas que buscam se consolidar e crescer no mercado é a definição de qual setor será atualizado primeiro.

Quando isso acontece, um erro clássico costuma atrapalhar as finanças: atualizações gigantes.

Ainda que pareça interessante aplicar novas tecnologias rapidamente, isso não permite uma avaliação clara e coesa sobre os números.

Como resultado, você não saberá o que realmente deu certo ou quais os pontos que precisam de melhoria, onde dá para trocar a tecnologia usada, como alavancar, etc.

Sendo assim, o desafio é definir a estrutura. Basicamente, serão escolhidos setores para avaliação e, um a um, o upgrade acontece. Assim, a equipe responsável aplica e avalia os resultados obtidos.

Logo, dá para corrigir erros e aplicar melhorias para então integrar um novo sistema a tecnologia.

Essa definição de sistemas varia conforme a necessidade de cada organização. Daí a importância de uma avaliação do negócio antes de começar qualquer integração.

Portanto, é essencial ter calma e fazer com que a equipe mantenha a mesma atenção quanto a isso.

3# Entendimento da equipe

Um dos desafios da automatização de processos dentro das organizações está ligada a equipe.

Em suma, é preciso mostrar aos colaboradores que essa mudança é benéfica, que todos serão beneficiados com isso e que não se trata de dispensar o manual, mas de redirecionar as atividades.

Isso não é fácil e muitas empresas acabam com equipes prostadas ou que pouco colaboram com essa mudança.

Dessa forma, é importante começar a trabalhar no remanejo de pessoal, bem como na mudança da cultura interna.

Com isso, as novas tecnologias serão entendidas como ferramentas de suporte e não como robôs substitutos.

Em alguns casos, é preciso investir em mudanças no regimento interno, novos talentos, treinamentos ou mesmo na troca/dispensa de colaboradores que não se adaptam ou preferem não adotar ao remanejo.

Para evitar maiores desafios, trabalhe com a equipe essas mudanças antes mesmo delas acontecerem, esclareça dúvidas, comece a mudança de ações (trabalho) e foque em aspectos positivos para todos.

4# A perspectiva de alavancagem: entre os principais desafios da automatização de processos

Diante da possibilidade de elevar os lucros, muitos empreendedores imaginam que todos buscam um mesmo objetivo: crescimento.

Ainda que isso possa ser uma verdade, ela é bastante relativa.

Na prática, muitas organizações querem crescer e tem potencial para isso, mas não sabem como começar, o que fazer ou mesmo os processos nos quais isso pode acontecer.

Dessa forma, um desafio importante envolve compreender como o crescimento é possível, os passos para tal e como a alavancagem pode ser funcional a curto, médio e longo prazo.

A implementação de novas tecnologias, como RPA, causa dúvidas e envolve diferentes processos. Sendo indicado uma equipe de valia para os próximos passos.

O crescimento da empresa é natural e esperado. Mas os gestores precisam de um planejamento e atenção. Logo, a perspectiva é um desafio a ser enfrentado.

Desafios da automatização de processos: futuro

O futuro prevê uma transformação digital contínua, ou seja, a sua organização deve acompanhar essa evolução e se adaptar ao que está por vir.

Para isso, é essencial começar a implementar as novas tecnologias agora, a partir de uma estrutura e planejamento. Ao mesmo tempo, estabeleça métricas de avaliação.

Essas métricas servirão de base para gestão de projetos. Ou seja, para saber exatamente o que está ou não funcionando, melhorias a serem feitas e novas mudanças para aumento da produtividade.

Para saber mais e acompanhar as tecnologias, novidades do mercado organizacional e mais, confira o blog do Grupo Viseu e faça o futuro começar agora!

A Importância da Seleção de Ferramentas para Automatização de Processos

Descobrir a importância da seleção de ferramentas para automatização de processos significa entender como escolher os meios para alavancar a sua organização e evitar retrabalhos ou erros.

A partir disso, é interessante considerar quais são as ferramentas que seu negócio realmente precisa, bem como apostar em um planejamento efetivo de mudança.

A importância da seleção de ferramentas para automatização de processos: como isso acontece

Primeiramente, a automatização de processos é uma solução eficaz e de indispensável custo-benefício para as empresas, já que estimula a inovação, melhora a captação de dado e reduz a ação manual em tarefas repetitivas.

Dessa forma, o negócio fica mais organizado e prático, funciona em períodos alongados e otimiza o tempo dos colaboradores, que podem se dedicar a outras demandas.

Ao mesmo tempo, há uma facilidade maior na análise de dados e captação de informação. Além de uma leitura mais rápida, contínua e eletiva.

Neste aspecto, é sabido que a automatização é de extrema valia para as organizações, reduzindo custos e aumentando lucros, bem como produtividade.

Entretanto, poucos falam sobre a importância da seleção de ferramentas para automatização de processos condizente com a aplicação. Ou seja, que realmente sejam válidos para o seu negócio.

Como resultado, muitos empreendedores escolhem as ferramentas mais “famosas”, que estão em alta naquele instante, sem considerar exatamente como elas irão impactar no ambiente interno.

Ainda que possam ter efeitos positivos, isso não significa que o quadro geral será benéfico.

Como fazer a seleção

Dentro dessa perspectiva, a seleção de ferramentas é iniciada após a avaliação interna, da empresa, sobre necessidades, pontos fortes, locais de ampliação e integração de sistemas, etc.

Por exemplo, se a organização já possui algum tipo de ferramenta em funcionamento, o primeiro passo é observar como integrar outros aspectos a essa, ampliando o funcionamento.

Mas, se ainda não há nenhuma, o foco é avaliar quais são as necessidades vigentes, onde uma ferramenta terá um maior (e melhor impacto).

Por exemplo, em uma empresa de pet shop (banho e tosa), é indispensável um software de gestão de estoque e agendamentos, evitando a falta de produtos essenciais ou confusões quanto ao cronograma.

Se pensarmos em um pet shop que também oferece hospedagem, há mais itens de estoque a serem considerados e um outro sistema de agendamento, com telefones de emergência, dados sobre vacinação e interação dos pets, etc.

A Importância da Seleção de Ferramentas para Automatização de ProcessosAgora, imagine que a empresa em questão lida com um grande volume de dados, comum em universidades e escritórios. Neste caso, uma automação importante é a digitalização de processos.

Em resumo, a seleção começa com a observação das necessidades vigentes da organização, para então entender o que precisa mudar o quanto antes e aquilo que pode esperar mais.

Nós do Grupo Viseu não aconselhamos a mudança imediata de vários setores.

Isso porque, seria uma mudança gigante, difícil para os colaboradores acompanharem e aprenderem e que dificulta a avaliação posterior, para entender os impactos dessas ferramentas na empresa.

Como especialista no desenvolvimento de soluções digitais, entendemos que é preciso evoluir com calma, consciência e solidez.

O que é um processo dentro da empresa?

Os processos organizacionais se referem as tarefas que são cumpridas dentro de um negócio, geralmente relacionadas de alguma maneira (direta ou indiretamente).

Por exemplo, a produção é um processo e, além dele, há o faturamento, compra de materiais, embalo, entrega e assim por diante. Logo, existem pessoas, atividades e equipamentos distintos que correlacionados.

Conforme o tipo de organização, os processos internos diferem, principalmente ao destrinchar todas as etapas. Mas, para facilitar, há uma divisão geral de 3 processos:

Primário

O processo primário ou finalístico é aquele que gera alguma coisa de forma direta, seja um produto ou serviço, que será acessado pelo público.

Dessa forma, é aqui que a demanda ou necessidade do cliente será atendida.

Esse tipo de processo também costuma ser um identificador da organização. Já que mostra em qual ramo ela atua, o distinto “core business”.

Neste processo, muito provavelmente, haverá os coadjuvantes, que são as demais atividades que cercam a produção até a finalização do que é entregue ao público.

Apoio

As atividades de apoio são os processos que se referem a principal atividade da empresa, mas que não estão relacionadas diretamente com o produto/serviço que é oferecido ao público.

Em outras palavras, são os ramos que auxiliam e otimizam a execução de alguma maneira. Logo, são essenciais e podem garantir que o produto final alcance o resultado esperado.

Gerencial

Por fim, os processos gerenciais são todos aqueles ligados a “gestão” da organização e que possuem uma relação próxima das atividades de apoio e primário.

Então, são esses processos aqui que realizam todo o monitoramento e análise contínua do negócio, elevam a eficiência, apontam os erros e melhorias a serem realizadas, etc.

Enfim, em cada uma dessas “etapas” de processos a importância da seleção de ferramentas para automatização de processos é indispensável para que tudo ocorra com máxima tranquilidade e eficiência.

Para isso, confira o time de especialistas Grupo Viseu com tecnologias de ponta, automação inteligente suportada pelo que há de melhor no mercado.

O Impacto da Automatização de Processos nas Organizações

Entender o impacto da automatização de processos nas organizações compreende avaliar a forma como a transformação digital muda os cenários internos, finanças, lucratividade e a produção dos negócios.

Neste aspecto, chegamos ao uso das novas tecnologias, como RPA e IA, digitalização de processos, análises de dados e mais.

Vale destacar que o conceito de automatização é: “sistema constituído por dispositivos mecânicos ou eletrônicos, utilizados em fábricas e estabelecimentos (…) destinado à operacionalização e controle dos processos”. Isso dispensando a intervenção direta humana.

Automatização de processos: objetivos e funcionamento geral

Primeiramente, a automatização de processos se refere a troca da execução de tarefas manuais para automáticas. Para isso, utiliza-se das tecnologias que existem no mercado, como softwares, instrumentos, equipamentos (máquinas) e mais.

No geral, as atividades mais substituídas são as operacionais. Logo, os colaboradores conseguem se dedicar a outras tarefas, mais relevantes para o negócio.

Por exemplo, na área da saúde, a automatização pode incluir a atualização de cadastros, atendimento inicial ao cliente, questões envolvendo estoque, análise de base de lucros, etc.

Assim, o objetivo é fazer com que as operações sejam mais eficientes.

Dessa forma, o fluxo de funcionamento é otimizado, reduzindo o tempo gasto em uma tarefa manual. Ao mesmo tempo, reduz o retrabalho causado por erros, o que significa menos desperdícios.

Suponha que um funcionário fique responsável por atualizar a planilha de despesas, entrada de dinheiro e estoque. Ou seja, esse colaborador ficará o expediente inteiro fazendo isso.

Neste cenário, existe chance de erros devido ao volume de dados ou mesmo envios incorretos. Ademais, há um período de não atualização (fora do expediente), dentre outras questões.

Enfim, o objetivo é fazer com que as tarefas se tornem mais efetivas, levem menos tempo, sejam atualizadas continuamente e evitam os erros.

O impacto da automatização de processos nas organizações

Com a perspectiva de otimizar tarefas e elevar resultados, o principal impacto da automatização de processos nas organizações é garantir resultados mais favoráveis. Mas também melhor aproveitamento de equipe.

Portanto, melhora a performance geral da organização. A partir disso, alguns dos principais pontos de destaque incluem:

Monitoramento em tempo real

O Impacto da Automatização de Processos nas OrganizaçõesPor utilizar sistemas e ferramentas que atualizam os dados e realizam as tarefas automaticamente, é possível recolher dados de forma efetiva.

Isso significa um monitoramento em tempo real dos resultados. Logo, dá para entender exatamente quais são os pontos que merecem maior atenção, erros que estejam acontecendo, informações que auxiliem na tomada de decisões, etc.

Da mesma maneira, a organização sabe sobre estoque, financeiros, vendas, desempenhos, etc. Esse monitoramento permite a fabricação de relatórios importantes que vão ajudar no processo estratégico.

 

Otimiza o tempo

Imagine que alguém da equipe precise de um documento específico. Se a organização já realizou a digitalização de processos, rapidamente o mesmo será acessado.

Ou seja, não fica dependente de pastas, estoques ou gavetas empoeiradas.

Além disso, isso permite o acesso remoto, em qualquer lugar. Essencial para tomadas de decisões, otimização de tempo e elevação do potencial.

Aproveitamento de equipe e novas profissões

Um impacto da automatização de processos nas organizações é a maneira como a equipe atua e se desenvolve.

Portanto, ao reduzir as tarefas manuais, é possível aproveitar melhor os talentos, direcionando para atividades mais importantes e evitando que o ambiente de trabalho se torne ocioso.

Isso também permite que novas profissões comecem a ganhar terreno nas empresas, mais talentos emerjam e que, mesmo com uma padrão a ser seguido, é possível estruturar um plano de carreira, pensar em novos cursos e crescimento.

Aqui, é possível destacar a alavancagem. Um crescimento contínuo da organização de maneira mais organizada, considerando novas tecnologias.

Inclusive, se você tem dúvidas sobre como fazer isso, converse com nossos especialistas sobre desenvolvimento e soluções digitais. Tudo pensando em velocidade e eficiência.

Como esse processo acontece?

O processo de automatização de processos nas organizações acontece através do mapeamento organizacional, avaliação do processo e potencial.

Em seguida, é esquematizada a mudança, para saber o que vai acontecer e quais as mudanças necessárias. Isso inclui avaliar a cultura interna do negócio e até mesmo treinamento de equipe.

Ao final, inicia-se um monitoramento de tudo que foi alterado, para entender os impactos da automatização de processos nas organizações.

Em outras palavras, para saber se foi negativo ou positivo.

Para saber mais sobre o assunto, confira as tendências de RPA, como automação assistida e descubra os setores que estarão vigentes nos próximos anos.

Benefícios da Integração de Sistemas para Automatização de Processos

Não é segredo que o mercado está cada vez mais competitivo e exige transformações e adaptações.

Neste aspecto, é muito importante conhecer os benefícios da Integração de Sistemas para Automatização de Processos.

Afinal, é dessa forma que acontece a conexão de setores e áreas das empresas, para que as ferramentas consigam atuar de forma operacional, apostando na tecnologia. Saiba mais!

1# Melhoramento na circulação de dados

A automatização de processos é um processo em que tarefas manuais são substituídas por ferramentas, ou seja, a tecnologia passa a substituir ações repetitivas.

Dessa maneira, os dados mais importantes ficam disponíveis para todos os que precisam daquela informação, de forma mais fácil e prática.

Com esse melhoramento na circulação de dados, os departamentos conseguem entender melhor a empresa, saber qual direção seguir ou quais cuidados tomar.

Cabe destacar que a consulta de dados é essencial nos tempos atuais, já que vai direcionar decisões, evitar falhas, ter um planejamento futuro mais efetivo e mais.

2# Mais eficiência e qualidade nos processos/dados

A integração de sistemas permite que todos os setores responsáveis tenham os dados que precisam para que a automação funciona em 100%.

Logo, a empresa é capaz de trazer mais qualidade e eficiência para evitar a dispersão de dados. Ou seja, as soluções ficam mais centralizadas para que toda a gestão de tarefas seja melhorada.

3# Reduz os custos internos

Benefícios da Integração de Sistemas para Automatização de ProcessosA redução de custos internos vem para otimizar os ganhos da empresa, evitando montantes que possam comprometer a organização orçamentaria.

Com a digitalização de processos, por exemplo, você reduz o uso de documentos físicos (o que é um gasto) e ainda garante a segurança desses dados. Já que diminui as chances de perdas ou danos.

Por trazer mais racionalidade para os negócios, bem como detalhamento, é possível identificar o que pode ser melhorado mais rapidamente. Tudo pensando em resultados máximos.

Como centraliza os dados e facilita o acesso, evita o trabalho dobrado, erros e repetições. Ou seja, toda a equipe e serviços são aproveitados de forma mais eficiente.

Neste cenário, todos os custos internos são reduzidos. Já que, com chances menores de erros, processos podem ser mais bem aproveitados.

Seguindo essa linha, um dos benefícios da Integração de Sistemas para Automatização de Processos está no tempo de trabalho, que diminui consideravelmente.

Em resumo, tudo fica mais fácil e acessível, com resultados melhores e mais rápidos, para que a equipe tenha aquilo que precisa sempre disponível.

Logo, o esforço, energia e tempo de trabalho são impulsionados de forma positiva.

4# Foco na gestão dos clientes e da equipe

Entre os benefícios da Integração de Sistemas para Automatização de Processos está o foco na gestão dos clientes e equipe, mais especificamente no auxílio geral.

Assim, todas as informações, aceleração de processos e facilidade em tomar decisões unindo diferentes setores otimiza a gestão dos clientes, que ficam mais satisfeitos.

Da mesma maneira, a equipe consegue atuar em parceria, mesmo sem contato direto, fornecendo o que os demais necessitam.

Tudo isso acontece sem comprometer a integridade dos dados, bem como a segurança. Algo essencial para as empresas.

5# Padronização e controle de desempenho

Sempre que existe um padrão a ser seguido, os processos se tornam mais rápidos e garantidos, os custos menores e as tarefas ficam otimizadas.

Além disso, a equipe sabe o que fazer e a qualidade nas entregas é mais garantida.

Então, é exatamente isso que a integração de sistemas possibilidade, a criação de um padrão e levando orientações corretas a todos os envolvidos.

Da mesma maneira, pode ser estabelecido um controle de desempenho, para que as questões internas acontecem de forma automática e propiciando o cumprimento das mesmas.

Não à toa, a automatização é reconhecida pelos relatórios, gerados a partir de processos específicos. Assim, os colaboradores e gestores terão melhor conhecimento sobre resultados, metas e pontos a serem alterados.

É interessante destacar que, nesta perspectiva, fica mais fácil rastrear os processos que são executados e respostas/resultados.

A partir desses dados que questões internas são resolvidas e que a transparência se torna a chave de confiança.

Dica

Uma dica interessante que vale a pena ser citada é que, se a sua empresa começou a se adaptar ao novo cenário tecnológico agora, não há mal em alterar tudo de forma gradativa.

Aqui no Grupo Viseu, destacamos a importância de realizar um mapeamento da empresa e dos processos que serão automatizados. Considerando vantagens e potencial.

Em seguida, é definido um cronograma e implementação, tornando o monitoramento mais simples e as mudanças mais benéficas para o seu negócio.

Enfim, converse com um dos nossos especialistas e comece a transformação digital que está à espera da sua empresa.

Adoção de Processos Automatizados na Indústria 4.0

Muito se fala sobre as novas tecnologias que prometem revolucionar o mundo ou mesmo sobre a adoção de processos automatizados na indústria 4.0.

Neste cenário, vale a pena considerar o que é exatamente essa nova indústria, os processos e o que esperar do futuro.

Inclusive este que já faz parte do presente. Confira!

O que é a Indústria 4.0?

A indústria 4.0 ou Quarta Revolução Industrial se baseia na ideia de unir (e usar) diferentes tecnologias, integrando sistemas.

Logo, podemos citar o uso da inteligência artificial e RPA, internet das coisas, robótica, computação em nuvem e assim por diante. Cabe destacar que o objetivo dessa revolução é promover o processo de digitalização.

A realidade é que muitas dessas tecnologias são desenvolvidas há décadas, mas só agora se consolidaram. Tornando-se acessíveis.

Além disso, o uso varia conforme a necessidade da empresa. Seja para gerar mais conexões, conectar etapas de uma cadeira, desenvolver coisas novas ou outros aspectos.

Claro que isso também envolve algumas dificuldades, como o alto investimento em equipamentos (por aqueles que desenvolvem as tecnologias) e até a adaptação do mercado.

Daí a importância de um planejamento eficaz e de parceiros que otimizem esses processos. Aqui na Viseu, por exemplo, contamos com especialistas em soluções digitais focados em eficiência e velocidade. Tudo com o que há de melhor no mercado.

Automação de processos automatizados na Indústria 4.0

Primeiramente, quando falamos em automação de processos automatizados, estamos falando em futuro tecnológico e sucesso dos negócios.

Assim, refere-se a mudança de um processo manual para operacional, integrando e usando tecnologias que comportem dados e sistemas.

Com isso, acelera os resultados, melhora os processos, reduz erros e promove uma evolução nos resultados. Em outras palavras, otimiza e gera competitividade, eficiência e valor.

Pensando na manufatura, por exemplo, foi essa adoção de processos automatizados na indústria 4.0 que permitiu a customização em massa, rastreabilidade, manutenção preditiva, virtualização, descentralização, intercomunicação e muitos outros aspectos.

Muito além disso, precisamos considerar que todos esses termos são novos no mercado e que muitas tecnologias ainda estão evoluindo. Ou seja, há uma previsibilidade de que mais está por vir.

Pensando a longo prazo, desde o surgimento dos primeiros computadores, muita coisa mudou. Com isso, foi possível que novos estudos e pesquisas trouxessem inovação e informações que antes não eram acessadas.

Automatização: um processo contínuo

Adoção de Processos Automatizados na Indústria 4.0Considerando que a quarta revolução industrial tem como base o big data, bem como a internet das coisas (isso tudo aliado a automação), dá para afirmar que o avanço ocorre de forma regular.

Dessa forma, o processo de automatização eleva a organização, facilita os processos de produção e promove um remanejamento interno de pessoal.

A partir disso, parte dos trabalhos manuais são substituídos.

Quando isso acontece, novos dados podem ser percebidos. Já que esses sistemas são desenvolvidos para recolher e analisar grande volume de dados.

Além disso, melhora a qualidade do tempo trabalhado por colaboradores enquanto as tecnologias funcionam em esquema 24/7.

Principais impactos da adoção de processos automatizados na Indústria 4.0

A partir de toda essa integração, existem alguns tópicos mais relevantes no cenário de impactos desses processos:

Ganhos de receita

Segundo o relatório da PwC, a indústria europeia registrou um ganho de 110 bilhões de euros adicionais por ano com produtos e serviços digitalizados.

A partir disso, podemos observar um crescimento muito acima do esperado com essa revolução industrial, que pode crescer mais conforme a integração de processos.

Logo, um dos impactos está nessa avaliação de dados em tempo real, permitindo uma compreensão do público, bem como aplicação de novas estratégias.

Em resumo, você otimiza o seu negócio, acompanha o mercado e melhora os resultados rápida e efetivamente.

Tempo de inatividade

Outro aspecto essencial dessa adoção de processos é a redução no tempo de inatividade. Afinal, antes que uma máquina falhe, o processo identificou isso.

Esse aprendizado constante traz maior eficácia para os processos, evita paradas e faz com que os sistemas estudem os padrões comportamentais, para prever o que pode ocorrer futuramente.

Precisão e monitoramento

A adoção de processos automatização na indústria 4.0 também eleva a previsão (indispensável para alguns setores), evita a dependência de políticas e favorece o controle das coisas.

Da mesma maneira, conta com um monitoramento contínuo e remoto, extremamente importante para gerentes/chefes de operação.

Na prática, isso evita que o colaborador fique preso a um ponto ou local específico, eleva o conhecimento das questões internas, facilita o acesso e traz mais dinâmica para a empresa. Mesmo a distância.

Enfim, também podemos citar a segurança, qualidade, redução de gastos, aumento na produtividade e muitos outros tópicos como naturais dessa adoção.

Caso tenha ficado interessado ou queira tirar dúvida específicas, converse com um dos nossos especialistas e dê o primeiro passo em direção a transformação digital.

Robótica Processual: O Futuro da Automatização de Processos

A robótica processual, também conhecida como RPA, se caracteriza como o uso de bots (robôs digitais) para realizar tarefas repetitivas, que antes eram manuais.

Sendo assim, começamos com essa ciência de estudo de tecnologias para automatizar mecanismos e integrar sistemas. Desde uma atuação mais simples até as mais complexas.

Tudo isso possibilitou uma mudança significativa no funcionamento das empresas, trouxe maior competitividade e ainda elevou os resultados rapidamente. Então, descubra o futuro da transformação digital em um processo cada vez mais tecnológico.

O futuro da automatização de processos

Ao pensarmos em robótica processual, ou RPA, é natural pensar em questões mais funcionais, como os trabalhos em grandes empresas e fábricas.

Entretanto, trata-se do uso de robôs ou bots presentes inclusive no cotidiano comum, melhorando tarefas que você nem sabia que estavam sendo ampliadas.

Sendo totalmente versátil, esses bots já são usados para banir contas falsas ou fraudulentas, monitorar resultados e tarefas, gerenciar bancos de dados da empresa, melhorar o processo de cobrança e de pedidos, etc.

Ou seja, quando você realiza uma compra online, por exemplo, é provável que ao menos um bot faça parte do processamento.

Pensando de forma abrangente, essa robótica usa a mesma interface que um usuário e simula diferentes ações. Como ficar copiando e colando, clicar em determinado link ou páginas, etc.

O futuro da automatização de processos promove uma transformação digital que garante a liberação de funcionários de tarefas manuais e repetitivas. Com isso, melhora o uso de talentos e remanejo de pessoal.

Além disso, podemos citar o RPA integrado a IA, ou inteligência virtual.

Neste caso, a robótica processual é capaz de complementar a IA através de uma rede neural. Basicamente, isso permite que o sistema tenha soluções mais rápidas, decisões mais efetivas e melhorias contínuas.

Robótica Processual – Tudo que vai se consolidar e expandir

Diante de todas as mudanças que ocorrem de forma contínua, há algumas previsões de tendências que estão se fortalecendo. E prometem continuar evoluindo.

Automação inteligente

Chamados de Cognitive Bots, a automação inteligente se torna cada vez mais valiosa e importante. Principalmente em um cenário híbrido de força de trabalho.

Afinal, é através desses sistemas que os processos são melhorados e os bots aprendem sobre os dados e tomadas de decisões em simultâneo.

Por isso a combinação do RPA e IA é tão importante para o mercado, criando um processo de automação mais inteligente e eficaz, com operações de ponta a ponta. Além disso, acelera os processos digitais, bem como a transformação.

Tudo pensando em elevação de potencial.

Automação semântica

Robótica Processual: O Futuro da Automatização de ProcessosBem diferente do processo focado em regras, com uma base mais centrada, essa automação segue outro caminho.

Então, o foco é garantir que os robôs consigam aprender a partir do fluxo de trabalho. Isso acontece porque os bots conseguem copiar tarefas ou atividades que não foram instruídas ou que não foram vistas.

Neste aspecto, o desenvolvedor ou responsável instrui o bot a um procedimento. Com as novas soluções, os dados e componentes são movidos e as alterações acontecem.

Cabe destacar que essa mudança provoca maior escalabilidade e eleva a produtividade interna das empresas e sistemas.

CoE

A RPA CoE significa Centro de Excelência. Em outras palavras, é o que garante a completa e boa implementação da automação em uma empresa.

Neste caso, as tendências incluem especialistas funcionais, equipes distintas, mais gerentes de processos, bem como consultores e especialistas em TI/RPA.

Em síntese, esse centro tem algumas finalidades, como:

  • Trazer uma estrutura para a organização;
  • Melhorar as práticas;
  • Otimizar o conhecimento;
  • Elevar o retorno sobre o investimento.

Logo, existe uma previsão de inovação radical, exigindo que as empresas interessadas em continuar no mercado se planejem, executem e gerenciem esses esquemas híbridos (usando o RPA).

Robótica Processual e plataformas em low-code

As plataformas low code possuem uma interface gráfica onde dá para “arrastar e soltar” os blocos de componentes.

Em termos simples, é uma linha de desenvolvimento para construir aplicações e automatizar os processos. Isso tudo usando pouca ou nenhuma codificação.

Com o aumento dessas ferramentas, cresce a busca por desenvolvedores cidadãos. Ou seja, que desenvolvem apps de negócios aprovados por TIs.

Aqui, o que vale é considerar que essas plataformas veem o desenvolvimento de forma natural, com sistemas que facilitam a criação de soluções mais dinâmicas e rápidas.

Logo, isso melhora o fluxo de trabalho e, por ser mais fácil de usar, tudo fica mais intuitivo e livre de erros.

Essas tendências e visões da robótica processual são apresentadas de forma dicotômica, dividida. Mas a realidade é que tudo se consolida.

Logo, não se trata de usar um sistema ou outro, mas de integrar tudo e alavancar o funcionamento da organização e tal maneira que a empresa começa a ser parte do futuro.

Se você está buscando esse resultado, conheça a Gestão Empresarial e tenha uma equipe especialista em soluções digitais a partir do seu negócio, com diversos serviços e ferramentas. Tudo com o Grupo Viseu.

Aplicações de inteligência artificial na automatização de processos

As aplicações de inteligência artificial na automatização de processos visa implementar tecnologias capazes de acelerar os resultados de forma efetiva. Mas também aumentar produtividade e reduzir o tempo de ação.

Justamente por isso, pode ser acrescentada em diversos setores de um negócio, sempre considerando as atividades, desempenho e demais características.

No ramo da saúde, por exemplo, esse tipo de atividade eleva o controle de dados dos pacientes, colaboradores e visitantes, facilita os cadastros e atualizações e reduz ações humanas repetitivas.

Neste cenário, separamos aqui tudo o que você precisa saber sobre esse processo, como é usado no dia-a-dia de muitas empresas e mais. Boa leitura!

Aplicações da inteligência artificial na automatização de processos

Primeiramente, vale destacar alguns tópicos essenciais para compreender o atual cenário em que estamos.

Então, a inteligência artificial se destaca como a capacidade de sistemas ou máquinas reproduzirem determinadas ações humanas, realizando tarefas e aprimorando a ação conforme a coleta de dados.

Já a automatização de processos funciona transformando determinadas ações ou processos que eram manuais em automáticas. O que eleva a produtividade e reduz o tempo.

Portanto, não é segredo que essas funcionalidades se tornam, cada vez mais, indispensáveis. Considerando que o mundo todo vem mudando as formas de fazer negócio.

A transformação digital é uma realidade que faz parte das empresas e evidencia o potencial de cada uma, chegando a indústria 4.0.

Esta se refere ao amadurecimento tecnológico digital que rompeu com o modelo centralizado. Em outras palavras, apresenta as mudanças em todos os processos, modelos, tecnologia e até nos talentos necessários.

Mas como acontece as aplicações de inteligência artificial na automatização de processos?

Imagine que a inteligência artificial é capaz/responsável de fazer previsões, de acordo com os dados que recebe (passam pelo sistema). Neste caminho, a IA aprende a partir das mudanças, sem ficar estática.

Ao mesmo tempo, a automatização faz com que diversos trabalhos manuais sejam substituídos. Com isso, o processo de torna automático: mais rápido e efetivo, com números esperados e redução no comprometimento de pessoal.

Logo, dá reduzir as tarefas manuais, aproveitar melhor os talentos e direcionar o pessoal de forma adequada, desenvolver estudos mais assertivos e ter uma base de dados rica em informações.

Dessa forma, se trata do futuro dos negócios, aumentando a satisfação interna e do público. Bem como diminuindo gastos, elevando a qualidade e trazendo soluções mais completas.

Para isso, a convergência deve ser estruturada.

Aplicações de inteligência artificial na automatização de processos

Estruturando as mudanças

Semelhante ao processo de começar um negócio, implementação e AI e RPA se dá através de uma estrutura.

Ou seja, a equipe responsável avalia a empresa considerando as especificidades e necessidades vigentes. Nos estágios iniciais, é comum que apenas alguns setores sejam alterados, para focar em uma implementação contínua e efetiva.

Em outras palavras, há um planejamento completo, começando pelas áreas mais simples (através do mapeamento da empresa) e um cronograma.

Isso também permite que os colaboradores se adaptem ao novo e saiba o que está por vir. Além de ser uma oportunidade para criar e programar treinamentos e melhorias internas.

Considerando isso tudo, vamos a alguns exemplos:

Internet

As aplicações de inteligência artificial na automatização de processos estão bem próximas do cotidiano. Como nos apps baixados nos celulares, televisões smart, nos aparelhos em geral (como ao pesquisar alguma coisa) e mais.

Exemplo disso são os assistentes virtuais, como a Alexa, casas inteligentes e os sistemas que recolhem dados online para indicar coisas mais relevantes para a sua persona.

Metaverso

O metaverso vem ganhando cada vez mais notoriedade e promete se consolidar como uma das grandes apostas para os próximos anos. Ainda que muitos não entendam exatamente como tudo funciona.

Partindo da ideia de que é um espaço virtual para reproduzir uma realidade , de forma coletiva e com muitas atividades, a IA e RPA são praticamente uma regra.

Mas, ao mesmo tempo, diversas plataformas começam a implementar mudanças. Como o Facebook e seu supercomputador (RSC) que usa essa transformação para oferecer experiências mais completas para qualquer um.

Aplicações de inteligência artificial na automatização de processos em todo lugar

A realidade é que essas novas tecnologias fazem parte da rotina sem que mal seja notado. Tanto nas tvs e na internet quando na caixa de e-mail, filtros de conteúdo, no marketing, educação, medicina, etc.

Diante disso, fazer parte dessa atualidade é marcar presença em um futuro cada vez mais próximo (e promissor).

Justamente por isso, você deveria conhecer nossos serviços, tornando a velocidade e eficiência aspectos naturais da sua empresa, otimizando processos e funcionando de forma mais inteligente. Isso tudo com o que há de mais novo no mercado.

Faça parte dessa mudança e converse com um de nossos especialistas.

ChatGPT: Uma Tecnologia Revolucionária de Conversação

ChatGPT, um dos assuntos mais falados nas últimas semanas.

Nós do Grupo Viseu, vimos a importância de compartilharmos informações relevantes sobre o tema, para darmos uma dimensão das oportunidades e implicações do uso dessa tecnologia nas mais diversas áreas.

Boa leitura.

O ChatGPT é capaz de compreender e gerar texto em uma ampla variedade de idiomas, tornando-o uma ferramenta incrivelmente poderosa para a comunicação humana e para o desenvolvimento de tecnologias de ponta.

O ChatGPT é um modelo de linguagem generativo pré-treinado, o que significa que ele foi alimentado com enormes quantidades de texto de uma variedade de fontes, como livros, artigos de jornal, sites da web e outras formas de conteúdo escrito. Esse processo de treinamento permitiu que o modelo aprendesse a língua de uma maneira semelhante à dos seres humanos, permitindo que ele entenda a estrutura e a gramática da língua.

O ChatGPT é capaz de produzir texto de qualidade e naturalidade impressionantes. Ele pode ser usado para responder a perguntas, realizar tarefas de linguagem natural, gerar texto criativo e muito mais. Além disso, a capacidade do ChatGPT de interagir com os usuários de uma maneira natural e intuitiva o torna uma ferramenta poderosa para melhorar a comunicação entre as pessoas e as máquinas.

ChatGPT na prática

Uma das principais vantagens do ChatGPT é a sua capacidade de se adaptar a diferentes contextos. Ele pode ser treinado em um domínio específico, como finanças, medicina ou direito, o que o torna ainda mais poderoso para realizar tarefas específicas em áreas especializadas. Isso é especialmente útil para empresas que desejam automatizar tarefas de atendimento ao cliente, como responder a perguntas comuns ou solucionar problemas básicos.

Outra vantagem importante do ChatGPT é que ele é capaz de aprender e melhorar continuamente. Isso significa que, quanto mais ele é usado, mais ele é capaz de entender e responder às solicitações dos usuários. Ele pode aprender com a interação com os usuários, bem como com a análise de grandes volumes de dados.

Listamos algumas das funcionalidades:

  • Criar conteúdos em diferentes formatos, revisar e traduzir textos, etc.
  • Gerar ideias para marcas;
  • Escrever resumos rápidos para clientes;
  • Os anunciantes, através de análises de grande quantidade de dados, podem identificar tendências e padrões no comportamento dos consumidores;
  • Para otimização de campanhas, identificando melhores canais e formatos;
  • Programar anúncios, copies para legendas de criativos, palavras-chaves, etc;
  • Criar análises de desempenho dos anúncios para identificar os elementos que têm maior impacto;
  • Automatizar o atendimento ao cliente, com scripts validados;
  • Criar esboços de vídeos para TikTok e Instagram;
  • E muito mais.

O ChatGPT tem muitas aplicações potenciais em diferentes áreas, desde o atendimento ao cliente e a automação de tarefas rotineiras até a tradução automática e a criação de conteúdo. Ele também pode ser usado em pesquisas acadêmicas e em outros campos de estudo, como a psicologia e a sociologia.

Histórico da empresa

ChatGPT: Uma Tecnologia Revolucionária de ConversaçãoDesenvolvida pela OpenAI, startup de pesquisa de aprendizado de máquina fundada por Elon Musk, a ferramenta de IA se comporta como um mecanismo de buscas por meio de comandos de perguntas/conversas.

O The New York Times o classificou como o “melhor chatbot de inteligência artificial já lançado para o público geral”. E ganhou o título de “Breakthroughs of the Year” do The Atlantic. Já o The Guardian afirmou que a tecnologia impressiona pelo seu detalhamento e similaridade com a escrita humana.

Há informações na mídia confirmando que a Microsoft está negociando investimento de US$ 10 bilhões na OpenAI. As informações são de relatório da Semafor, com informações de pessoas familiarizadas com o tópico. Segundo especulações, a big tech estaria planejando aplicar a tecnologia no pacote Office, em aplicativos como Word e até mesmo em seu serviço de e-mails. Em 2019, a companhia já investiu cerca de US$ 1 bilhão na startup.

Conclusão

Em conclusão, trata-se de uma IA (Inteligência Artificial) muito útil para as empresas que desejam melhorar a experiência do usuário.

No entanto, é importante lembrar que o ChatGPT é uma tecnologia nova e em constante evolução. Embora ele tenha demonstrado resultados impressionantes em muitas áreas, ainda há desafios a serem superados. Alguns críticos argumentam que o ChatGPT pode ser usado de forma mal-intencionada, como a disseminação de informações falsas ou a criação de conteúdo inapropriado.

Além disso, o ChatGPT não é perfeito e pode cometer erros de vez em quando. Ele pode não entender o contexto ou não ser capaz de fornecer uma resposta precisa a uma pergunta complexa. Portanto, é importante usá-lo com cuidado e sempre verificar suas respostas com fontes confiáveis.

*ChatGPT é um modelo de linguagem natural desenvolvido pela OpenAI, uma empresa de inteligência artificial de renome mundial.